sábado, 23 de marzo de 2013

Pão de Banana (Banana bread)

Normalmente, eu consigo dosar bem na quantidade de frutas que compro para ir comendo ao longo da semana. Desta vez, no entanto, comprei bananas demais e elas começaram a passar do ponto para comer (ainda estavam boas, não estavam estragadas, nem estragando, mas já não estavam com a textura mais ideal para comer).

Resolvi então fazer um pão de banana. Imitei a minha mãe (e também o Cozinhadosvurdons) e fiz o pão sem açúcar industrializado, aproveitando apenas o açúcar natural da banana mesmo - acrescentei algumas passas brancas e gotas de chocolate (mas em uma quantidade bem pequena, só para dar um gosto a mais ao pão).

Ingredientes
6 bananas (médias) bem maduras (usei da banana prata)
2 ovos
1,5 colher (sopa) de manteiga
3 colheres (sopa) de iogurte natural (usei do desnatado)

1 xícara de farinha de trigo branca
0,5 xícara de germen de trigo
0,5 xícara de farinha de linhaça
1 colher (sopa) de fermento em pó

2 colheres (sopa) de gotas de chocolate
2 colheres (sopa) de uvas passas (brancas)
2 colheres (sopa) de linhaça (em semente)

essência de baunilha
canela em pó

Preparo
Descasque as bananas e amasse-as com um garfo, incorporando a manteiga, os ovos, o iogurte, a essência de baunilha (usei 5 gotas) e a canela (1 colher de chá).

Incorpore as farinhas (de trigo, de linhaça e o gérmen de tribo), mexendo bem para ficar razoavelmente homogêneo.

Acrescente as gotas de chocolate (são realmente apenas duas colheres: para dar um gosto diferente, sem que vire um pão de banana com chocolate - ideia que tirei do Foodwishes.com), as uvas passas e a semente de linhaça (eu gosto da textura crocante dessas sementes).

Por fim, incorpore o fermento em pó (misture inicialmente em uma porção de massa e depois misture essa porção ao restante da massa).

Despeje a massa em uma forma (preferencialmente de bolo inglês), untada e enfarinhada (ou anti-aderente, como no meu caso).

Leve ao forno médio por, aproximadamente, 30 minutos.

Para saber se está pronto, espete um palito na massa: se o palito sair limpo (sem pedaços de massa), o pão está pronto (mas lembre-se de não abrir o forno nos 10-15 primeiros minutos).

Deixe esfriar antes de servir e bom apetite!!

E, antes que eu me esqueça, nozes picadas combinam muito bem com esse tipo de pão (como na receita do Gulosoesaudavel.com.br).

miércoles, 13 de marzo de 2013

Tapioca de queijo e cebolinha

Tapioca é um lanche bem típico aqui na Paraíba (e em outras partes do nordeste também) que eu não conhecia na época em que morava em Minas.

É feita à base de goma de mandioca e pode ser recheada de diversas formas (ou mesmo não recheada).

Para mim, toda a graça da tapioca está justamente na simplicidade dela e, por isso eu tendo a não gostar dos recheios mirabolantes (aqueles que misturam cheddar, cebola, calabresa, tomate seco, carne de sol, goiabada, leite condensado, etc.). Prefiro mesmo as mais simples: de queijo; de queijo e coco; e de coco.

Em casa, para variar só um pouquinho, acrescentei um pouco de cebolinha ao recheio de queijo - tentando manter a simplicidade, mas acrescentando um gostinho diferente.


Para fazer a tapioca, é tudo simples:
Ingredientes
goma de tapioca (foto à direita)
recheios a gosto (queijo coalho, mussarela, coco ralado, etc).

Preparo
Peneire a goma de tapioca em uma frigideira (ou chapa) quente, tentando fazer uma camada uniforme de goma sobre a superfície.

Eu prefiro a tapioca mais fininha, então tentei ser comedido na quantidade de goma (mas é mais tradicional fazer ela um pouco mais grossinha).

Espere alguns minutos: com o calor, a goma se solidifica, formando uma espécie de panqueca.

Vire a tapioca (como eu fiz mais fininha, ela fica com essa aparência de rachada - para resolver, é só peneirar mais um pouco de goma por cima).

Recheie, dobre e sirva ainda quente.

A massa da tapioca é básica mesmo (não leva sal, nem açúcar, nem nada: só a goma) e o recheio que dá o sabor.

Um acompanhamento legal é manteiga de garrafa (como a gente diz lá em Minas) ou manteiga da terra (como o pessoal daqui fala).

Outras sugestões de recheios, dê uma olhada, por exemplo, nas sugestões do Gulosoesaudavel.com.br (como: banana e queijobacalhaumarguerita).

E bom apetite!

viernes, 8 de marzo de 2013

8 de março

A todas as mulheres, não pelo dia, mas pelas lutas, pelas conquistas e pela determinação em continuar enfrentando todas as dificuldades a cada dia!