martes, 19 de noviembre de 2013

Caviar vegetal

O post é mais para falar sobre a técnica do que dar uma receita propriamente. Não sei exatamente qual foi a primeira vez que vi a ideia do caviar vegetal (à base de quiabo), mas um nome recorrente quando você pesquisa a ideia é o da Chef Roberta Sudbrack (coloquei algumas referências no fim).

A ideia, basicamente, é assar o quiabo inteiro por alguns minutos (ou passá-lo em uma chapa), para que as sementes absorvam a baba e inchem.

Repare, na foto à direita (do quiabo já assado), que as sementes estão bem aparentes no quiabo.

Caso você deixe o quiabo passar do ponto (e secar demais) no forno, pode trapacear deixando-o de molho em água gelada por alguns minutos (isso, é claro, se ele não tiver queimado).



Em seguida, basta abrir o quiabo...


... e retirar as sementes.

As sementes inchadas explodem na boca - o que lembra a textura do caviar.

Para finalizar, coloquei as sementes do quiabo em uma mistura de azeite e temperos.

Para servir, optei por uma releitura do clássico frango com quiabo mineiro: fiz uma polenta de milho verde, com ragu de frango (usando as coxas e sobrecoxas), com o caviar vegetal para finalizar.

Eu sei que a referência é suspeita, mas minha mãe (que estava visitando quando testei a receita) aprovou a ideia.

.. e antes que perguntem o que fazer a parte externa do quiabo: eu simplesmente piquei, temperei e comi (sem desperdício).

XD

Referências: Folha.uol.com.brGlobo.com

1 comentario:

Guloso e Saudável dijo...

Olá Daniel,
Muito interessante mesmo, gostei da ideia do caviar vegetariano, vou experimentar, como também todos aqui em casa gostam de quiabo, vamos seguir a lei de Lavoisier.
Beijo,
Vânia