jueves, 31 de mayo de 2012

Pão de inhame

A existência do inhame não era uma novidade para mim quando me mudei de BH (minha mãe inclusive obrigava a comer quando eu era criança).

Ainda assim, tive um grande choque quando me deparei com um inhame paraibano pela primeira vez (cheguei até a tirar uma foto, com perspectiva para as pessoas de BH entenderem o que eu estava querendo mostrar).

Esta metade de inhame pesava dois quilos
Enquanto os inhames que eram vendidos lá em BH cabiam em uma mão (às vezes 3, 4 em uma mão), os inhames paraibanos são enormes e pesam quilos. Na foto ao lado, por exemplo, tem dois quilos de inhame (e olha que eu comprei apenas metade de uma raiz).

Tinham me falado que purê de inhame fica gostoso e eu resolvi experimentar. Realmente fica gostoso, mas eu não queria passar três meses comendo purê de inhame em casa. Resolvi fazer uma receita parecida com pão de batata, mas com inhame no lugar. Acidentes e etc a parte (conto mais pro fim do post), valeu a pena: o pão ficou bem macio e acabou rapidinho.

Ingredientes para a massa
inhame cozido e processado para formar um purê (utilizei, aproximadamente, 800g de purê)
1 envelope de fermento biológico seco
3 colheres (sopa) de açúcar
3 colheres (sopa) de azeite
sal (a gosto - usei 1 colher de chá)
2 ovos médios
350-400gr de farinha de trigo
1 gema (para pincelar por cima)


Preparo

Misture o azeite e o sal ao purê de inhame ainda morno (morno a ponto de ser possível manipular).

Misture o fermento biológico e o açúcar.

Em seguida, incorpore-os ao purê de inhame e misture bem (para distribuir o fermento de forma homogênea).

Repare que fiz uma marca em x
Forme uma bola e faça uma marca (para acompanhar o crescimento).

Cubra a massa e deixe descansar por, aproximadamente, 20min.
Repare que a marca em x está maior

(outra forma de fazer seria misturar todos os ingredientes secos e, em seguida, incorporar o purê).

Quando a massa já tiver crescido (os 20min iniciais), incorpore a farinha e os ovos (misture até ficar homogêneo).

Repare que fiz outra marca em x
Esta massa não fica soltando das mãos. Ela fica pegajosa (mas isso é normal).

Novamente, faça uma marca (para acompanhar o crescimento), cubra a massa e deixe-a descansar por, aproximadamente, 20-30min.

Repare que a marca em x está mais aberta

E mais aberta ainda depois do corte 


Faça um corte na massa (para facilitar o crescimento), aproveitando a marca anterior e deixe crescer por mais 20-30min.





Coloque a massa sobre uma superfície enfarinhada e polvilhe farinha por cima dela (lembrando que esta massa é pegajosa e você não vai conseguir manipulá-la sem a farinha).



Abra a massa com um rolo e recheie a vontade (também pode fazer pequenas bolinhas e assar sem recheio, se quiser).



No meu caso, eu dividi a massa em duas partes. A primeira, recheei com presunto e queijo, fechei, passei gema de ovo por cima e ela ficou assim:




E depois de assada, ela ficou assim:






E, por dentro, ela ficou assim.







A segunda metade, eu recheei com queijo e alho poró, enrolei (tentando fazer um envelope), passei gema de ovo por cima e ela ficou assim:







E depois de assar.... fuén fuén fuén fuén..... a massa abriu no forno e o recheio espalhou (e ficou um pouco amargo).





Mas, por dentro, ela ficou assim (pelo menos dá para ver a fermentação na foto e ter uma ideia de como ficou macio).



De novo, eu deixo a parte do recheio a gosto (nem coloquei os ingredientes na receita). Se quiser, apenas faça bolinhas, pincele gema de ovo por cima e leve para assar: vai ficar ótimo para comer com manteiga ou requeijão (ou outro recheio) se você assar sem recheio também.

Melhor sorte do que a minha se você for enrolar a sua massa e bom apetite!

7 comentarios:

Guloso e Saudável dijo...

Olá Daniel,
Sempre que vou a Paraíba trago uma reserva de inhame, cominho (moído na hora), colorau, farinha, entre outros, considero o melhor inhame do Brasil o da PB e o de PE.
Muito interessante o pão de inhame, fiquei muito curiosa, os pães ficaram
lindos.
Beijo,
Vânia

D Augusto dijo...

Ficaram lindos os pães e deliciosas as combinações de recheio hein, só não vi quais acidentes que você passou pra fazer Daniel

Um abraço

D Augusto dijo...

Bem que você disse Daniel, a máquina chegou ontem e eu fiz dois pães e to planejando o terceiro kkkkkk Quando fizer a BC dos 10,00 não esquece de me convidar :)

Abração

Larissa Banister dijo...

Que interessante, já eu não sabia que existia inhame pequeno. Adoro purê de inhame com um bom churrasco e um arrozinho branco. Daniel, estou encantada com o blog sobre cupcakes da sua amiga de BH, passei horas lá. Bjos

Lenita dijo...

Olá Daniel,
Fiquei encantada com este receita e a forma como explicas cada passo, muito importante nas receitas de pão, pois nem sempre são fáceis de confecionar!
Gostei imenso de passar por aqui...fico seguidora!
Bjs


http://tentacoesobreamesa.blogspot.pt/

Teresa Newman Medeiros dijo...

Bom dia Daniel, vim ti visitar, estou adorando sua cozinha, somos conterrâneos, adorei saber.

www.amsk.org.br dijo...

A verdade é essa, procurei inhame para fazer a receita, mas todos perderam para os seus ... vou continuar procurando.

Primeiro tem que ficar bom, depois com o tempo a gente deixa bonitinho.

bjs nossos - valeu a receita