miércoles, 30 de noviembre de 2011

Biscotti de chocolate com amêndoas

Originário da cidade de Prato (Itália) este doce tem nome de Biscotti pelo fato de ser assado duas vezes.

O processo de assar duas vezes o biscotti foi criado com o propósito de aumentar o tempo de conservação da massa. Ironicamente, a fornada não durou nem meia hora aqui em casa.

Eu confesso que no meio da receita eu achei que estava indo tudo errado. Mas acabou funcionando (e bem). Ainda pretendo fazer mais outras várias vezes a receita (afinal de contas, academia só serve pra gente poder compensar as calorias perdidas comendo mais, não?) e espero chegar a um biscotti tão bonito quanto o do Joy of baking.com (de onde veio a receita - e com vídeo em inglês).

Ingredientes
  • 100g de amêndoas
  • 130g de chocolate meio amargo
  • 200g de açúcar
  • 250g de farinha de trigo
  • 1 colher (sopa) de capuccino instantâneo
  • 1 colher (café) de fermento
  • 1 pitada de sal
  • 3 ovos
  • essência de baunilha
Ingredientes secos misturados

Rale ou corte o chocolate meio amargo  - de forma que ele fique como uma farinha, não como uma pasta (caso opte por processar, acrescente o açúcar para facilitar o processo).

Misture os demais ingredientes secos e acrescente-os ao chocolate. Acrescente os ovos e a essência de baunilha.





Acrescentando os ovos e as amêndoas (aos poucos)

Acrescente as amêndoas (tentando espalhar uniformemente pela massa).

Faça dois rolos com a massa (sobre uma superfície bem enfarinhada, pois a massa gruda bastante... essa parte foi até difícil tirar foto, porque a operação é rápida e a mão fica toda suja).







Massa não assada (enrolada para assar pela primeira vez)
Ajeite os rolos em uma forma, coberta com papel manteiga, untado (lembre-se de deixar espaço entre os rolos, pois eles vão crescer e espalhar um pouco pela forma) e leve ao forno até que a massa esteja assada (basta verificar se ela está firme por cima).

Retire os bolos do forno e deixe-os esfriar por, aproximadamente, 10-15min.





Massa assada (pela primeira vez)




Quando os rolos já estiverem frios, corte-os na diagonal (com espessuras de, aproximadamente, 2cm).









Massa cortada para assar pela segunda vez 
Ajeite os cortes na forma e leve novamente ao forno (lembra: biscotti = assado duas vezes), 20-30min, virando os biscottis na metade do tempo (para um biscotti mais crocante, asse por 30min, para um biscotti menos crocante, asse por 20min).

Não tem poblema em colocar os biscottis próximos um do outro na forma, porque eles não vão crescer mais.

Isso fará com que os biscottis fiquem secos e crocantes.


A receita original, em inglês, é do Joy of baking.com e pode ser vista no vídeo a seguir:


Outras referências: Allrecipes.com.brLacucinetta.com.br

À mesa

A Vânia, do Gulosoesaudavel.com.br fez este Escondidinho de soja e frango, dando o toque especial dela à Caçarola de Soja daqui.

:)

Adorei, Vânia!!!


domingo, 27 de noviembre de 2011

Salada de macarrão com salsicha e brocolis ao pesto

Ainda na linha da promoção da perdigão, uma salada de macarrão com tema fundo do mar. A receita original (seguindo as regras da promoção) também vem do Muito mais que hotdog.

Assim... eu podia tá roubando, eu podia tá matando... pior ainda: eu podia tá dançando o rebolation. mas eu só to pedindo um like pra minha foto, vai? Clica AQUI e coopera comigo??? (  Vale uma geladeira, um fogão e um microondas....)  

Ingredientes para o pesto de salsa:
  • ¾ xícara (chá) de azeite
  • 2 dentes de alho
  • ½ xícara (chá) de castanha de caju
  • 4 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado fino
  • ½ maço de salsa (somente as folhas)
Para o macarrão:
  • 6 unidades de Salsicha Hot Dog Perdigão
  • 250 g de macarrão gravatinha
  • sal a gosto
  • ½ maço de brócolis japonês, cozido e separados em floretes
  • ½ xícara (chá) de azeitonas verdes picadas
Modo de preparo

Prepare o pesto: no copo de liquidificador coloque o azeite, o alho, a castanha de caju, o parmesão, a salsa e bata bem para obter uma pasta (pesto). Transfira para uma tigela e reserve.
Prepare o macarrão: afervente as salsichas, corte-as em rodelas e reserve.
Em uma panela grande ferva 3 litros de água com o sal. Mergulhe o macarrão e cozinhe-o até que esteja al dente. Escorra e despeje diretamente à tigela com o pesto. Acrescente as salsichas, o brócolis, as azeitonas e misture bem para que todos os ingredientes fiquem envolvidos pelo pesto. Sirva em seguida.


Pierogi

Típico da Polônia, esse pastel cozido é conhecido como pierogi. Os recheios mais comuns são chucrute e batata.

Optei por um recheio de purê de batatas e acelga (tinha em casa) e algumas (poucas) azeitonas pretas. Por cima, um molho branco, a base de queijo fundido, com cebolinha, brócolis e queijo (para gratinar).

Ingredientes para o pierogi:
  • 200g de massa de pastel (industrializado)
  • 100g de purê de batatas
  • acelga
  • azeitonas pretas
Para o molho:
  • 50g de queijo fundido
  • leite
  • cebolinha
  • brócolis
  • sal (a gosto)
  • queijo parmesão ralado (a gosto)
  • queijo mussarela (para gratinar
Molhe as bordas da massa de pastel. Coloque o purê de batatas, a acelga e a azeitona (não coloque muito ou será difícil fechar).

Dobre as bordas, fechando-as bem.

No meu caso, optei por fazer este fechamento tipo guioza (o vídeo aí embaixo mostra bem como fazer - está em inglês, mas não há barreira linguística porque é só observar os movimentos).





Após fechar todos os pierogis, leve-os à geladeira por alguns minutos para firmar.

Ferva água em uma panela grande. Cozinhe os pierogis na água fervente (até que eles subam à superfície - como se fosse gnocchi).

Para o molho:
Refogue as cebolinhas (e outros temperos a gosto). Acrescente o queijo fundido e o leite (aproximadamente 100ml, mas a quantidade varia segundo a espessura desejada para o molho). Acrescente os ramos de brócolis (já higienizados e cortados) e deixe-os cozinhar levemente.

Coloque um pouco de molho por baixo da forma. Arranje os Pierogis e cubra-os com o restante do molho.

Cubra com queijo mussarela (e parmesão) e leve ao forno para gratinar.






















miércoles, 23 de noviembre de 2011

Variações sobre um mesmo frango desfiado

Uma das reclamações mais frequentes de quem mora sozinho (ou de quem cozinha para poucas pessoas) é o tradicional "ter que comer uma mesma comida a semana inteira".

Normalmente eu consigo planejar bem minhas porções e não passo por isso. Mas esta semana.... ops....

A ideia era fazer só uma lasanha de frango. Mas exagerei no frango.... então: ideias para usar o frango para ficar com um cardápio um pouco menos repetitivo.

A primeira:
Lasanha de frango

Alterne camadas de molho de tomates (industrializado mesmo serve), massa (não tem necessidade de cozinhar antes), queijo e frango (e repita as camadas, terminando com queijo por cima). Deixe na geladeira de um dia para o outro e asse até o queijo gratinar.

Importante:
  1. todas as folhas de massa têm que estar em contato com molho (para amolecer de um dia para o outro);
  2. Também é possível colocar leite sobre a lasanha montada (caso o molho não tenha sido suficiente), nesse caso, cuidado com a quantidade de leite para não ensopar demais;
  3. Receitas de lasanha: Lasanha sem complicaçãoTudogostosoNabiroskinha

A segunda (já coloquei tantas receitas de massa de fermento biológico aqui que to quase mudando o blog pra AntiPadaria, mas lá vai):

Rosca salgada (recheada)


500g de farinha de trigo
3 colheres de sopa de karo (na falta de açúcar em casa...)
1 ovo
sal
azeite
1 envelope de fermento biológico
água morna (a quantidade varia, misture aos poucos)


Faça a esponja de fermento: Misture o fermento biológico, o karo, o sal, o azeite e um pouco de farinha de trigo. Dissolva a mistura com um pouco de água morna e deixe fermentar (20min).

Misture o restante da farinha de trigo à esponja. Acrescente o ovo e água morna (aos poucos) até a massa ficar homogênea e soltando das mãos.




Deixe a massa fermentar por aproximadamente 1h.
Massa não fermentada
Massa fermentada













Divida a massa em duas partes (e forme bolas). Deixe fermentar por mais 1h.
Massa dividida
Massa dividida mais fermentada











Em uma superfície enfarinhada, abra cada uma das partes. Em um dos cantos da massa (use a foto da massa com frango como referência), distribua um dos recheios. Dobre as beiradas (como que formando um envelope) e enrole.
Massa com queijo fundido e ervas
Massa com frango











Entrelace as duas partes da massa, coloque em uma assadeira polvilhada com farinha. Se quiser pincele 1 gema batida por cima da massa. Leve para assar, em forno médio, por 20-25min.


Sirva morno para não se queimar com o queijo.


Por fim:
Falso estrogonofe de frango

Misture o frango desfiado com creme de leite, 1 colher de mostarda e 1 colher de catchup. Sirva com arroz branco e batata palha (e chega de frango por esta semana).




Só para concluir:
Entre uma receita e outra, é bastante recomendável armazenar o frango em condições adequadas de temperatura

domingo, 20 de noviembre de 2011

Brownie com manteiga de amendoim

Este não foi meu primeiro brownie e, com certeza, não vai ser o último. É uma receita simples, rápida e que - sem nenhum traço de civilidade - eu devoro.

Já postei outras receitas (como aqui e aqui) e outros  links (como aqui) e esta é só para acrescentar ao conjunto.

^^





Ingredientes:
  • 3-4 colheres de manteiga de amendoim (em temperatura ambiente)
  • 2 ovos
  • 200g de cacau em pó
  • 150g de chocolate em pó
  • 100g de farinha de trigo
  • essência de baunilha
  • manteiga normal (se necessário, também em temperatura ambiente)
Misture todos os ingredientes secos. Acrescente os ovos e a essência de baunilha. Misture a manteiga de amendoim e mexa até formar uma massa homogênea.

Se a manteiga de amendoim não for suficiente para dar liga a toda a massa, acrescente manteiga normal (uma colher por vez), mexendo sempre até formar uma massa espessa e uniforme.

Leve ao forno médio por, aproximadamente, 20min (faça o teste do palito).

Sirva quente e, de preferência, com sorvete de creme.

sábado, 19 de noviembre de 2011

Fusilli com queijo fundido e salsicha

Tá rolando uma promoção da perdigão e, como não faz mal tentar, fiz esta receita de Fusilli com queijo fundido e salsicha. Como a promoção pré-define as receitas que podem concorrer, esta vem do site Muito mais que hotdog.

Ingredientes para o molho:
  • 2 colheres (sopa) de margarina
  • 1 cebola picada
  • 3 dentes de alho picados
  • 3 xícaras (chá) de leite (600 ml)
  • sal a gosto
  • pimenta-do-reino preta, moída na hora, a gosto
  • 1 embalagem de queijo fundido (200 g)
  • 6 unidades de Salsicha Perdigão
Para o fusilli:
  • 250 g de macarrão fusilli (parafuso)
  • sal a gosto
  • 5 ramos de salsa picados
Modo de preparo

Prepare o molho: em uma panela derreta a margarina, doure a cebola e o alho. Junte o leite, tempere com o sal e a pimenta. Deixe ferver em fogo baixo, com a panela tampada por 5 minutos, acrescente o queijo fundido e mexa até que tenha derretido completamente. Misture as salsichas, deixe por mais 5 minutos, desligue o fogo e reserve.
Cozinhe o fusilli: em uma panela grande ferva 3 litros de água com o sal. Mergulhe o fusilli e cozinhe-o até que esteja al dente. Escorra, despeje ao molho, polvilhe a salsa e misture. Sirva em seguida.

A espiral de salsicha foi um twist por minha conta. Para fazer a espiral:




Espete a salsicha em um palito de churrasco











Faça um corte, diagonal, percorrendo toda a salsicha.










Cozinhe as salsichas, ainda espetadas no palito.








Cassarola de soja


Fim de semestre, correria.....

Baseei esta cassarola/torta/fornada de soja na receita de fish pie que já postei aqui. Basicamente, ela consiste de soja misturada com queijo por baixo e um purê por cima para ajudar a assar.

As proporções não são a parte mais importante desta receita. É possível alterar todas as proporções dos ingredientes (a gosto).





Ingredientes (as quantidades podem ser mudadas à vontade, como eu disse antes)
  • 300g de queijo prato ralado
  • 200g de proteína de soja
  • 200g de ervilhas (congeladas)
  • 500ml de caldo de legumes
  • 400g de abóbora (jerimum leite)
  • 5 colheres (sopa) de farinha de aveia
  • 2 ovos
Hidrate a proteína de soja no caldo de legumes morno/quente e reserve. Quando a soja estiver em temperatura ambiente (já bem hidratada), descarte o excesso de líquido.

Em uma forma, misture a proteína de soja e o queijo ralado. Acrescente as ervilhas.

Faça um purê com a abóbora e acrescente a farinha de aveia e os ovos.

Tanto a farinha de aveia quanto os ovos são dispensáveis. A aveia foi apenas para acrescentar mais fibras à receita e os ovos para dar mais consistência ao purê.

Espalhe o purê sobre a soja e leve a forma (coberta com papel alumínio) ao forno médio.

Retirei do forno antes de começar a formar uma crosta de queijo por baixo. Ficou com uma consistência mais cremosa. Mas é possível esperar até o queijo dourar mais por baixo (e, consequentemente, ficar mais firme)


lunes, 14 de noviembre de 2011

Hamburguer assado

Desde a primeira vez que vi, gostei bastante da filosofia do Gulosoesaudavel.com.br (e não é porque a Vânia acessa o anti-restaurante e comenta, sempre simpática). No ritmo de guloso e saudável, fiz um cachorro quente repaginado outro dia (mas as fotos não ficaram boas). Hoje, fiz este hamburguer de forno: massa de aveia e mel, hamburguer de carne com trigo, cebolas carameladas e saladas para acompanhar.

Quase fiz a carne com aveia, seguindo a ideia do PratoBarato, mas como já ia aveia na massa, acabei optando por usar outro cereal, para aumentar a variedade de fibras.



Ingredientes para o pão de aveia e mel
  • 200g de farinha de trigo
  • 200g de farinha de aveia
  • 1 envelope de fermento biológico
  • 3-4 colheres (sopa) de mel
  • 1 pitada de sal
  • 2 colheres (sopa) de azeite
  • 1 ovo
  • água morna
Misture o mel, o fermento, o sal, o azeite e um pouco de farinha. Dissolva com um pouco de água morna, formando uma esponja) e deixe fermentar por 20min.

Incorpore o restante da farinha e a aveia à esponja. Acrescente o ovo e misture bem. Acrescente água morna, aos poucos, até a massa ficar homogênea, lisa (tanto quanto possível, considerando a aveia na massa) e soltando das mãos com facilidade.

Cubra a massa com um pano e deixe fermentar até dobrar de tamanho. Corte a massa em duas partes, cubra a massa e deixe dobrar de tamanho. Por fim, divida a massa em oito partes e, sobre uma superfície lisa e enfarinhada, abra com um rolo.

Durante esse tempo que a massa fica fermentando, faça os hambúrgueres e a cebola caramelada.


Ingredientes para o hamburguer
  • 500g de carne moída
  • 100g de trigo (para quibe)
  • 3 dentes de alho (picados)
  • 3-4 colheres de creme de cebola (pó)
  • sal, pimenta do reino e outros temperos a gosto)
  • água morna
Misture o trigo, o alho e o sal. Hidrate essa mistura com a água morna (em uma proporção de 1x1).

Misture a carne moída ao trigo hidratado e acrescente o creme de cebola (ajuda a dar sabor e textura).

Não usei ovo, nem farinha de pão, nem outro amido (só para constar).

Molde os hamburgueres e frite em uma frigideira antiaderente. Não há necessidade de usar óleo ou gordura. Também não é necessário fritar demais (basta selar dos dois lados: lembrando que esses hamburgueres ainda vão ao forno.


Ingredientes para a cebola caramelada
  • 2 cebolas roxas médias (picadas em meia lua)
  • 3 colheres (sopa) de açúcar
  • vinagre balsâmico
  • água (se necessário)
Misture a cebola, o açúcar e o vinagre (se necessário, um pouco de água). Leve ao fogo, mexendo de vez em quando, até o vinagre reduzir, formando uma calda.

Para a montagem dos hamburgueres:

Com a massa já aberta, coloque um pouco de cebola no centro. Por cima da cebola, coloque um dos hamburgueres. E por cima dos hamburgueres, um pouco de molho de tomate (usei um industrializado mesmo).

Feche os hamburgueres (se quiser, molhe um pouco as bordas da massa: facilita para fechar).

Ajeite os bolinhos em uma forma e deixe descansar por 15-20min.

Pincele molho de tomates por cima (ou gema batida... apenas para dar uma cor diferente).

Leve ao forno alto (pré-aquecido) por 15-20min (quando estiver dourado por cima, está pronto).


Acompanhamentos:
Queijo ralado
Talos de salsão cortados
Tomate (sweetgrape)
e..

Salada de pepinos
  • 2 pepinos japoneses
  • 5-6 azeitonas pretas
  • vinagre balsâmico
  • cebolinha (usar a parte branca, picada)

Lave/higienize os pepinos. Passe o garfo na superfície da casca (para facilitar a absorção do vinagre).

Retire os caroços das azeitonas (no caso das azeitonas pretas, dá para retirar com a mão mesmo).

Misture a cebolinha, as azeitonas e o vinagre balsâmico. Acrescente os pepinos (picados) e deixe descansar por 15-20min.




AAAAhh... esqueci de dizer: a dica do Pratobarato, de polvilhar farinha (sem untar) embaixo dos pães funcionou melhor que o papel manteiga (que uso normalmente)

viernes, 11 de noviembre de 2011

Moela na cerveja

Várias carnes são incompreendidas: são macias, muito saborosas e, ainda assim, são consideradas menos nobres e fazem muita gente torcer o nariz. A moela é uma dessas carnes (na minha lista ainda têm: língua, rabada, músculo...)

Aproveitando o feriado, farra entre amigos e etc., acabei fazendo esta moela na cerveja (para acompanhar cerveja). Sei que lembra bastante esta maminha, que fiz tem pouco tempo, mas eu gosto da combinação... e eu ainda tinha da cerveja ruim (que não merece ser bebida, nem receber propaganda gratuita, mas que dá para usar para cozinhar) em casa.

Ingredientes:
  • 1kg de moelas (limpas, lavadas em bastante água e depois lavadas em água com limão ou com vinagre)
  • 1 lata de molho de tomate
  • 1 latão (473ml) de cerveja
  • 1/2 pacote de creme de cebola
  • água (se necessário)
  • alho, salsão picado, sal, pimenta do reino e outros temperos a gosto

O preparo não poderia ser mais simples: em uma panela normal,  misture as moelas, o molho de tomate, o creme de cebola, o alho e a cerveja e leve para cozinhar. Mexa de tempos em tempos para evitar que agarre no fundo da panela (e/ou queime).

Deixe cozinhar, em fogo médio, até que a moela esteja macia e o caldo com uma densidade agradável (o que depende do gosto de cada um).

Misture o salsão, a pimenta e outros temperos a gosto. Deixe cozinhar por mais alguns minutos.

Se quiser que a moela fique pronta mais rápido, use panela de pressão (nesse caso, algumas dicas de segurança e observações).

Para concluir, sirva com pão. Uma sugestão é servir em um pão italiano (comprado), seguindo a ideia do Yeswecooking.com, que eu já tinha usado aqui (mas também dá para servir com fatias de pão de sal normal).

Outras Referências: TudogostosoMadeinchezmoiPodcomer.comNabiroskinhaOrapitangas

miércoles, 9 de noviembre de 2011

Cuscuz (quase nordestino) com legumes

Entre a colônia de mineiros daqui, já conversamos várias vezes sobre por que o pessoal daqui não come pão. Não que eles não comam pão nunca, mas a quantidade de pão que nós comemos nem se compara com a quantidade de pão que eles comem. O mais próximo que chegamos de uma conclusão foi: é culpa do cuscuz. Nos horários em que nós, mineiros, costumamos comer pão, o pessoal daqui costuma comer cuscuz - e pra quem tem cuscuz (especialmente quando bem feito - como o que faz a mãe de uma amiga), pra que pão?

A ideia de fazer um cuscuz quase nordestino (quase porque definitivamente meu cuscuz não ficou um legítimo cuscuz nordestino) veio do Couscous de legumes do Nabiroskinha - achei a ideia tão boa e o prato tão bonito que resolvi tentar fazer, usando flocos de milho para cuscuz nordestino.

Usei como referência duas receitas do Aquinacozinha.com: salada de cuscuz nordestino e mini cuscuz nordestino.

Ingredientes
1 cebola média
1,5 colher (sopa) de manteiga

água
1 tablete de caldo de legumes
200g de flocos de milho para cuscuz
flores de 1 maço de brócolis (picadas)
queijo

Meu primeiro problema foi não ter uma cuscuzeira. E, como não como tanto cuscuz assim, não pretendia comprar uma apenas para fazer esta receita. Lembrei então que quando comprei minhas panelas, o moço da loja chamou a panela de cozimento a vapor (que eu normalmente uso como escorredor de macarrão) de cuscuzeira. Então... por que não tentar?



Por medo de que cuscuz vazasse na hora do cozimento, comecei picando a cebola em rodelas e fritando-as na manteiga. Usei essas cebolas para cobrir o fundo da panela (e assim, diminuir o risco de ver meus flocos de cuscuz caindo todos).




Fervi água para dissolver o caldo de legumes e hidratei os flocos para cuscuz com esse caldo. A água deve ser misturada aos poucos, em quantidade suficiente para umidecer o cuscuz, fazendo com que ele pareça uma farofa úmida (palavras do Aquinacozinha.com). Depois de misturar a água, os flocos ficam descansando por 10-15min (para que inchem)




Como eu disse, meu cuscuz não foi exatamente nordestino, então, misturei as folhas de brócolis aos flocos de milho (os talos e as folhas eu reservei para fazer um suflê, a exemplo do Nabiroskinha - é sempre bom reduzir desperdícios, não?).

Coloquei metade da massa sobre a cebola, pressionando para compactar.







Algumas fatias de queijo, para rechear (afinal de contas, tem toda aquela relação de amor entre mineiro e queijo, né?)











O restante da massa de cuscuz, também pressionando para compactar.

Levei para cozinhar no vapor por alguns minutos. Depois de a água ferver, 2min, segundo o  Aquinacozinha.com.









E o teste final: desenformar.