viernes, 4 de noviembre de 2011

Mineirinho Valente

Ando com baixa criatividade nos últimos dias, por isso, ressuscito a receita de Mineirinho Valente. A ideia do prato vem do Casa Cheia, um ótimo bar/restaurante (localizado no Mercado Central de Belo Horizonte), que faz bastante jus ao nome. Já as proporções e ingredientes da receita vêm do Descascaralho - já testei várias vezes e todas funcionaram (normalmente para muita gente... mas só pela quantidade de ingredientes já dá pra perceber isso).

Não encontrei a foto da última vez que fiz o prato, mas se conseguir, atualizo o post depois.

Ingredientes
  • 600g de canjiquinha (em alguns lugares, também conhecida como quirera
  • 2 cebolas picadas
  • 1 pimentão vermelho picado
  • alho, sal e pimenta do reino a gosto  
  • 2 litros de caldo de costela
  • 4 dentes de alho picado  
  • Curry (uma pitada)
  •  500g de lombo defumado picado em cubos 
  • 400g lingüiça caseira picada em rodelas 
  • 500g Costelinha de porco desossada picada em cubos 
Preparo: 
Comece deixado a canjiquinha de molho (em água) por pelo menos 1h - na verdade, eu aprendi a deixar a canjiquinha de molho de um dia para o outro... mas 1h já quebra o galho.

Em uma panela grande, frite a costelinha (não há necessidade de acrescentar gordura/óleo na hora de fritar, a carne solta bastante gordura - que pode até ser descartada depois).

Quando toda a costelinha estiver bem frita, reserve (de preferência sobre folhas de papel toalha).

Descarte o excesso de gordura e, na mesma panela (não há necessidade de lavar), frite a linguiça (novamente, não há necessidade de acrescentar gordura/óleo para fritar).

Quando a linguiça estiver frita, reserve-a (também sobre papel toalha).

Descarte o excesso de gordura e frite o lombo defumado (novamente, sem necessidade de lavar a panela e sem necessidade de acrescentar gordura/óleo).

Quando o lombo estiver frito, reserve-o (mais uma vez: sobre papel toalha).

Descarte o excesso de gordura e, na mesma panela em que as carnes foram fritas, frite: o alho, a cebola e o pimentaão. Deixe fritar e acrescente o curry.

Escorra a a água em que a canjiquinha ficou de molho e despeje-a na panela (frite levemente).

Adicione o caldo de costela e os temperos (a gosto).

Deixe cozinhar, mexendo de tempos em tempos para não agarrar no fundo da panela.

Quando a canjiquinha estiver cozida, acrescente as carnes, mexa bem e prove o sal.

Deixe cozinhar por mais alguns minutos (para que os sabores se misturem).

Para fazer a montagem do prato:
  • Pimenta Biquinho
  • Espinafre picado
  • Cheiro verde (a gosto) 
  • 300g de queijo minas meia cura ralado grosso
Imagem do Blog do Rusty
Sobre o mineirinho valente já pronto, coloque espinafre refogado, queijo minas ralado e pimenta biquinho.

Se você estiver em BH e for comer no casa cheia, seu mineirinho valente vai ser servido num caldeirãozinho como o da foto ao lado.

Observações:
Não se deixe enganar pela canjiquinha: ela sempre parece pouca, mas quando é cozida, o volume dela cresce em progressão geométrica.

O prato é delicioso, mas é pesado (se você não cresceu com um torresmo na boca, como nós de minas, cuidado com a quantidade).

Por fim, esse prato foi o campeão do Comida di Buteco de 2005 (merecidamente).

2 comentarios:

Guloso e Saudável dijo...

Chef,
Não conheço a receita embora tenha todos ingredientes para gostar e mais o curry.
Vou experimentar em breve.
Abraço

Chef Wannabe dijo...

Guloso e saudável, essa receita ganhou um festival gastronômico na minha cidade (merecidamente) e sempre faz sucesso (todas as vezes que fiz ou que amigos fizeram, ela fez sucesso). abraço!! ^^