jueves, 6 de octubre de 2011

Sanduíche de Focaccia

Sim, eu empolguei com a focaccia que fiz outro dia. Nada mais justo, então, que aproveitar a ideia de um sanduíche de focaccia que vi em um dos sites que usei quando pesquisei a receita (mas já não lembro qual foi).








A receita de focaccia que fiz foi a mesma que usei no post anterior. As diferenças, pequenas, foram:

  1. Em vez de manteiga, usei azeite na massa;
  2. Antes de espalhar o alecrim sobre a focaccia, mergulhei os ramos - bem rapidamente - em água fervente, o que fez o alecrim ficar ainda mais cheiroso;
  3. Não coloquei cebola por cima da massa, apenas sal grosso e alecrim;
  4. Usei uma forma menor - já que eu pretendia fazer um sanduíche, melhor que a focaccia ficasse um pouco mais alta (como mostra a foto ao lado).
O resultado da focaccia atual pode ser visto na foto a seguir.

Para o recheio deste sanduíche, usei:
  • alface (eu pretendia usar rúcula, mas não achei nenhuma bonita no supermercado);
  • champignon (em conserva porque ainda não descobri onde comprar champignons frescos);
  • tomate cereja;
  • queijo fatiado;
  • cebola agridoce;
  • filé;
  • molho de mostarda com mel

Alface e tomate foram higienizados (apenas) e o champignon, fatiado. O queijo já veio fatiado do supermercado (um trabalho a menos).


Já os itens que exigiram algum preparo foram:

Filé:
Em primeiro lugar, escolha uma carne boa para bifes/filés/etc. Caso não conheça, pergunte para o açougueiro. Normalmente açougueiros dão boas dicas (pelo menos os que eu conheço).

Dicas para preparar filé:
  1. não tempere com muita antecedência: muito tempo de contato com sal pode ressecar a carne;
  2. esquente bastante a panela/frigideira (de preferência anti-aderente) antes de preparar a carne: a alta temperatura sela a superfície da carne e evita que ela resseque;
  3. não encha a panela/frigideira de carne: se vários pedaços de carne ficarem muito próximos, forma-se  água na panela - o que deixa a carne borrachuda;
  4. não fique virando a carne de um lado para o outro e do outro para o um e assim por diante: de preferência, deixe a carne dourar totalmente de um lado e vire-a apenas uma vez (também deixando dourar do outro lado);
  5. se optar por fazer um filé alto, lembre-se: a carne precisa descansar antes de ser fatiada (ou ela sangra e perde toda a umidade);
  6. o tempo e o ponto de cozimento dependem de cada um (eu, particularmente, prefiro a carne mal passada ou ao ponto, mas há quem prefira a carne bem passada.... são esses gostos que definem o tempo);

Molho de mostarda com mel
  1. para cada colher de mostarda, misture uma colher de mel (é possível reduzir a proporção de mel - caso você não goste de molhos mais adocicados)
  2. usei a mostarda dijon, com grãos (que tem um gosto que me agrada mais);


Cebola agridoce:
  1. Pique uma cebola média (em cubos pequenos ou fatie em rodelas);
  2. Acrescente duas colheres (sopa) de açúcar e vinagre (aproximadamente 100ml);
  3. Deixe a cebola marinar.
Fique tranquilo(a): Essa cebola não fica com gosto muito forte e nem deixa mau hálito (pelo menos eu acho).


Essa foi apenas uma sugestão de recheio, mas você pode montar outras combinações. Por exemplo:

  1. rúcula, tomate seco e queijo branco (mussarela de búfala, por exemplo);
  2. queijo, presunto, tomate e alface;
  3. almôndegas ao molho barbecue;
  4. berinjelas, azeitonas e azeite;
  5. e por aí vai.... dependendo do seu gosto e criatividade
Ah, sim.... assim como disse na receita de focaccia anterior: sirva recém assada

No hay comentarios: