martes, 11 de octubre de 2011

Quase quiche de abobrinha

Já tem algum tempo que tive a ideia de fazer uma quiche de abobrinha.Pensei em seguir alguma receita (como esta, ou esta), mas na hora de fazer, acabei seguindo minha própria cabeça.

Optei por fazer uma massa podre mais fina, por fazer uma camada de abobrinha e uma de creme (em vez de misturar as duas) e, por isso, chamo esta receita de quase quiche.


Para a massa podre

  • 200g de farinha de trigo
  • aproximadamente 4 colheres (sopa) de manteiga
  • sal (a gosto)


Misture todos os ingredientes, com a ponta dos dedos, até a massa ficar homogênea e desgrudando da mão.

Abra com um rolo de massa (sobre uma folha de papel manteiga), faça furos com um garfo (como é possível ver na foto ao lado) e asse a massa (sozinha) por 15min antes de colocar o recheio.

Considerações:

  1. Não fui eu quem deu o nome "massa podre" a esta massa;
  2. Não tenho ideia de por que ela leva esse nome;
  3. Essa é aquela massa que fica esfarelando, muito comum em empadas (pelo menos em Minas);
  4. Sempre me disseram que não se pode misturar a massa com a mão e que se deve usar apenas a ponta dos dedos (nunca vi muito sentido nisso);
  5. Algumas receitas acrescentam um pouco de água aos ingredientes e outras dizem para deixar a massa descansar antes de abrir com o rolo - também não sei por que... já que essa massa não cresce;
  6. A ideia de fazer furos na massa é para evitar que bolhas de ar quente se formem e acabem com a massa;


Para o recheio

  • 2 abobrinhas (queria usar da abobrinha menina, mas só encontrei zucchini)
  • 1 tomate médio
  • 1 dente de alho
  • 50-100g de queijo (queria usar mussarela ou prato, mas só tinha queijo coalho em casa)
  • sal, azeite, orégano


Corte as abobrinhas em fatias grossas. Tempere-as com um pouco de sal e azeite (enfase no "pouco", já que o sal vai ser acertado depois).

Esquente (bastante) uma frigideira anti-aderente e toste, levemente (com cuidado para não queimar), cada um dos lados das fatias de abobrinha (na foto ao lado, é possível ver duas fatias levemente tostadas) - o objetivo disso é dar um gosto levemente defumado às abobrinhas (além de reduzir o líquido delas).

Retire as sementes do tomate, corte-o em cubos pequenos e toste-os (também levemente, também com cuidado para não queimar).

Pique as abobrinhas (já tostadas) em cubos (como mostra a foto) e reserve-as.

Em uma vasilha, misture azeite, sal, orégano, alho (pique o dente em pedaços bem pequenos ou amasse-o) e o queijo ralado. Acrescente as abobrinhas a essa mistura (para que ela fique temperada).

Coloque a abobrinha sobre a massa podre (que, a esta altura já assou por 15min) e leve a forma ao forno por mais 15-20min.

Como eu mencionei anteriormente, dá pra misturar o creme (que vou falar daqui a pouco) a essa abobrinha. Como eu queria que minha quase quiche tivesse camadas, não misturei.












Para o creme


  • 1 cebola média (picada em cubos pequenos ou ralada)
  • 2 ovos
  • 100g de requeijão
  • pimenta do reino
  • 50g de queijo parmesão ralado


Misture todos os ingredientes e coloque sobre a abobrinha (que, a esta altura, já assou por 15-20min no forno) e leve ao forno até gratinar.

Esqueci de tirar foto antes de levar ao forno e acabei tirando essa foto aí do lado (dentro do forno). Ficou escura, mas não achei ruim.

Também é possível colocar outra camada de queijo (como mussarela, por exemplo) por cima do creme, para gratinar mais bonito.





Por fim, a quase quiche, retirada do forno, e com o papel manteiga saindo (e a massa quebrando, mas ignore esse detalhe.... essa massa quebra fácil mesmo):

No hay comentarios: