domingo, 9 de octubre de 2011

Polenta de milho verde com queijo coalho

Esta receita, na verdade, é um acompanhamento. O que ela estava acompanhando? Uma maminha assada na cerveja, mas essa receita vem depois.

Como a receita foi feita por um mineiro, nada mais adequado que usar dois queijos: coalho (para dar um sabor nordestino) e mussarela (para gratinar).

O preparo é simples e as espigas de milho podem ser substituídas por milho em conserva (processadas ou batidas no liquidificador), embora eu prefira não fazer essa substituição.




Ingredientes
5 espigas de milho
tempero (a gosto)
água
queijo coalho (cortado em cubos médios)
mussarela (em fatias ou ralado, para gratinar)






Rale o milho em um ralador grosso, com cuidado para não atingir o sabugo.

Leve o milho (ralado) ao fogo, com água (usei aproximadamente 200ml) e o tempero (a gosto).

Mexa até começar a engrossar.

Quando a polenta engrossa, há um risco: com a temperatura, foram-se bolhas de ar quente e a polenta começa a espirrar. Muito cuidado com isso: queimaduras provocadas por substâncias cremosas podem ser graves.


Minha sugestão é simples: tampe a panela e deixe a polenta cozinhar alguns minutos. Desligue o fogo e espere esfriar antes de mexer. Depois tampe e reacenda o fogo.

Repita esse procedimento em intervalos relativamente curtos (para que o fundo da panela não queime).





É possível deixar a polenta mais cremosa ou mais sólida. Controle o tempo de fogo a partir do seu gosto. Se preferir mais cremosa, menos tempo. Se preferir mais sólida, mais tempo.











Arranje os cubos de queijo coalho em uma assadeira (como é possível ver nas primeiras fotos) e despeje a polenta sobre o queijo. Cubra com as fatias de mussarela e leve ao forno para gratinar.


E, no próximo post, a receita de maminha assada na cerveja, que acompanhou essa polenta:


No hay comentarios: