jueves, 1 de septiembre de 2011

Rosca de côco

 Acho que esta foi a massa mais fofinha de todas as que eu fiz nos últimos tempos!

Um tempo atrás, escrevi sobre uma massa minha que não queria crescer. Minha irmã leu e me mandou um mail com algumas dicas para quando isso acontece e uma receita dela.

Peguei parte da receita, parte das dicas e fiz esta rosca.

Comece fazendo um 'brigadeiro gourmet de coco' (nomenclatura da Fer)
Ingredientes:
1 lata de leite condensado
1/4 de garrafa de leite de coco

Misture os dois ingredientes e leve (em uma panela), em fogo médio, misturando constantemente (para não queimar) até que a massa se solte do fundo da panela

Retire esse brigadeiro da panela (coloque-o em um prato) e reserve-o para que ele esfrie.



Ingredientes para a massa:
1 envelope de fermento biológico
600g de farinha de trigo
1 colher (café) de sal
2-3 colheres (sopa) de açúcar
1/2 vidro de leite de coco
1 colher (chá) de manteiga
1 ovo

Preparo
Misture: metade da farinha de trigo (300g), o fermento biológico, o açúcar, o sal e a manteiga.
Aqueça, levemente, o leite de coco e misture-o à massa.
Incorpore o ovo à massa e acrescente farinha aos poucos (não necessariamente você utilizará todos os 600g de farinha) até que a massa esteja lisa e uniforme, soltando da mão (e leve).
Deixe a massa descansando, para que ela possa crescer (espere até ela dobrar de tamanho).

Quando a massa já tiver dobrado de tamanho, abra-a em uma superfície enfarinhada.


Espalhe o brigadeiro gourmet em um canto da massa - de modo que seja possível dobrar a massa sobre si própria, de modo a evitar que o brigadeiro vaze quando a massa for ao forno (não funcionou no meu caso, mas não custa tentar).
 Enrole a massa, formando uma rosca (não há uma fórmula correta sobre como dobrar essa massa, dobre-a como achar mais bonito. Como essa massa ficou bem leve e maleável, foi possível até fazer tentativa e erro algumas vezes).
 Leve para assar, em forno médio, por aproximadamente 40min (na verdade, quem determina o tempo é o forno).

Para dar uma dourada a mais, pincelei a massa com uma mistura de vidro de leite de coco, leite condensado e uma colher (de café) de glucose de milho.



Na parte superior direita da foto, dá pra ver um pouco do recheio que vazou (e queimou um pouco) no forno. Não queimou a ponto de comprometer o gosto e, portanto, não vi problema em deixar a foto assim mesmo.

No hay comentarios: